Nutrição

A nutrição humana é fundamentada nas funções que os nutrientes exercem em nosso organismo. Todo benefício desses nutrientes contidos nos alimentos, como, proteínas, carboidratos, lipídeos, vitaminas, minerais e fitoquímicos, depende de alguns fatores para que haja um verdadeiro benefício.

Uma boa nutrição começa primeiramente, com uma atitude mental em querer consumir um determinado alimento e, posteriormente, uma atitude motora de levá-lo até a boca, fazendo com que este alimento submeta-se à mecânica da mastigação para ser fisiologicamente transportado, digerido, absorvido e excretado.Nutrição

Para tanto, são necessárias reações bioquímicas adequadas para quebrar, absorver e carregar todos os nutrientes contidos nesses alimentos para as células e tecidos do nosso corpo. Só assim, poderemos então desfrutar dos benefícios desses nutrientes necessários à vida, e assim buscar o nosso equilíbrio dinâmico denominado homeostase.

Alimentar-se, além de ser uma necessidade vital, leva em conta uma série de fatores. A escolha dos nossos alimentos também é determinada por fatores ambientais, emocionais, culturais, que nos levam a buscar aqueles com nutrientes adequados, para nutrir as células dos tecidos do nosso corpo e manter o bom funcionamento dos órgãos e sistemas em cada etapa ou momento da vida.

Alguns nutrientes são tão essenciais que devem ser consumidos em quantidades ideais antes mesmo da concepção, como exemplo o ácido fólico, que deve ser consumido pela mulher três meses antes da gestação para a boa formação do tubo neuralda criança; aminoácidos, vitaminas e minerais ao longo da vida para o crescimento; e carboidratos em quantidades suficientes na prática de atividade física, para suportar o exercício físico conforme a sua intensidade.

Estes nutrientes estão amplamente distribuídos nos alimentos e sabe-se que uma alimentação saudável, associada à prática de atividade física, contribui para uma melhor qualidade de vida e na prevenção de doenças. Já a alimentação adequada, antes, durante e após a atividade física, tem-se mostrado eficaz para o melhor desempenho dos atletas, pois evita altos índices de oxidação e a quebra de proteínas musculares como fonte de energia, preservando a massa magra durante o esforço físico.Nutrição

O ótimo desempenho do atleta é dependente do seu treinamento e da sua alimentação. O treinamento bem planejado e periodizado, juntamente com alimentação direcionada em cada momento, supre as necessidades orgânicas individuais. Um atleta de tênis, por exemplo, tem sua atividade física concentrada em mais explosão (anaeróbica) que é diferente de um maratonista que necessita de maior resistência aeróbica. Nestas condições há necessidade de modular os nutrientes direcionando conforme sua atividade.

Esta nutrição direcionada ao esporte auxilia na reposição de nutrientes essenciais tais como cálcio, ferro, selênio, vitaminas A e C, que são exigidos em uma atividade física prolongada. Ela também orienta quanto às quantidades adequadas de ingestão de água, evitando a desidratação e a queda no desempenho.

A alimentação individualizada para os diferentes treinos e horários aumenta as reservas de glicogênio muscular e hepático, propiciando ao atleta uma melhor performance e desenvolvimento de sua técnica, bem como no alcance dos seus objetivos, seja para aumento de massa magra ou redução do percentual de gordura, seja este um atleta de competição ou de academia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website

− 1 = 2